“... Sob a Tua Palavra lançarei as redes" (Lc 5.5b)


'O Teu caminho, ó Deus, é de santidade.

Que Deus é tão grande como o nosso Deus?

Tu és o Deus que opera maravilhas e, entre os povos, tens feito notório o teu poder" (Sl 77.13-14)


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

A mamangava Matilde... (Autora = Deborah Nogueira Couto)

Amigos, divirtam-se com a historinha (verídica) da Mamangava Matilde, escrita pela minha filha, Deborah. Tudo aconteceu quando estávamos fotogrando a mamangava pra colocar na capa do meu livro "Vida Plena":
 


MAMANGAVA MATILDE =)

06/09/2004 23:21

Criatura maluquinha!!!

Bom, essa foto é pra contar um fato que aconteceu com minha família por causa desse animal:
Tudo começou com a "ambição" de tirarmos fotos desse inseto bizonho, por motivos intelectuais... (sempre bom lembrar que minha mãe é "abelhóloga" ...sim, uma bióloga (das boas!!!) que se especializou em abelhas)... Na verdade, esse animal da foto não é bem a abelha que estamos acostumados, tudo indica que é uma mamangava...  Mamangava é aquele bixu peçonhento que parece um besourão, mas que vc sente a diferença na pele se ele te picar....é... dói!!

Então.....meu pai trouxe esse monstro do sítio aki pra casa, pra eu tirar fotos... O que aconteceu é que não tinha nenhuma redoma de vidro, nenhuma cápsula espacial, nem mesmo uma linha imaginária pra separar a criatura do meu frágil ser vivente...

Tudo bem até aí, mas o q num tá muito bem é que a Matilde (sim, me sinto perfeitamente autorizada a batizá-la) ESCAPOU de nosso controle (que já era meio duvidável, considerando que meu pai, aparentemente, estava brincando de bolinha de gude com ela).
Bom, imagine a seguinte cena em câmera lenta:
- A abelha escapa.
- Deborah se joga no chão e sai se arrastando, lutando bravamente pela vida (e pela vida da máquina fotográfica), até a porta mais próxima.
-Mamãe e papai agarram suas armas (toalhas de banho) e tentam derrubar o inimigo.
-Com "êxito", a Matilde cai no chão...Ou melhor, " cai no CÃO"....Sim, a mamangava Matilde caiu em cima da Mel, minha linda cachorrinha que num tinha nada a ver com a história e que naquela altura já estava desesperada.... De fato, ela estava se esforçando arduamente para engolir a Matilde...mal sabendo ela que isso poderia significar seu fim!!!
- Eu comecei a gritar pela vida da cachorra e consegui atraí-la até meu refúgio atrás da porta..Eu já vinha dizendo, após sábia meditação, que devia-mos declarar paz e deixar a Matilde reinar naquele pedaço da casa,afinal, a cozinha num ia fazer falta, mas ninguém me deu ouvidos!!! (Vê se pode!!!)
- Bom , "nós" resgatamos a Matilde!!!Eeeeba!


Depois dessa saga e de mais alguns flashs para celebrar a vida, prendemos a Matilde em um pote de doce vazio, e colocamos na geladeira...Não, nós não matamos a Matilde!! Os insetos "ressuscitam" mesmo depois de colocados em baixas temperaturas...Então, nós definitivamente não matamos a matilde (mesmo depois de tudo o que ela fez!)...apenas ESQUECEMOS dela, ooops...
mas o bizarro foi que, dias depois, vejo meu pai "saindo da geladeira" com diversas qualidades de guloseimas, potes de doce, queijos e o q mais ele tivesse direito; sem se importar com o prazo de validade... Foi quando eu vi, ninguém mais, ninguém menos do que: MATILDE!!!! E se não fosse por mim meu pai teria comido ela com requeijão e geléia, pensando que era um brigadeiro ou algo assim...é.. meu pai tem um paladar bem "arrojado", ainda vou ter que escrever sobre isso...

Mas, quando eu já estava preparando um funeral digno de uma combatente de guerra, meu papy chegou com um sorriso de Bob Esponja na cara e disse:
- Béa (meu apelido carinhoso quando ele tá com preguiça de falar o nome inteiro.), ela tá viva, olha...

Não pude conter minha emoção e, logicamente, sai correndo ,em fuga, de novo!!! Ora, faça-me o favor; quem gostaria de ser picado por uma mamangava que atire a primeira pedra!!!! E é por isso que eu dedico o dia de hoje pra Matilde! Afinal, vc pensa que esse tipo de bichinho dá em árvore?? Bom....na verdade dá ...
E viva a Matilde!!!E viva as mamangavas que dão em árvore!!!! E viva os animais pecilotermos!!! VIVA!!!
Bjinho


2 comentários:

Fi disse...

Déborah e sua notável sensibilidade com o mundo :)! Mto da hora a história!
[]s,
André

M.Silva disse...

Gostei muito de sua história.
ainda bem que a bichinha não morreu!
M.