“... Sob a Tua Palavra lançarei as redes" (Lc 5.5b)


'O Teu caminho, ó Deus, é de santidade.

Que Deus é tão grande como o nosso Deus?

Tu és o Deus que opera maravilhas e, entre os povos, tens feito notório o teu poder" (Sl 77.13-14)


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Prioridades...


       Conta uma lenda que uma mulher muito pobre, com uma criança no colo, foi convidada por uma ‘voz misteriosa’ a entrar numa caverna e apanhar tudo que desejasse, no decorrer de 5 minutos. Após este tempo, a porta se fecharia para sempre. A voz lembrava: - ‘Não se esqueça do principal’. A caverna estava lotada de ouro e pedras preciosas. A mulher colocou a criança no chão e, freneticamente, catava tudo que podia. A voz disse: - ‘Falta um minuto’. A mulher saiu correndo da caverna com os braços cheios de riqueza e ouviu a porta se fechar atrás de si. Então, lembrou-se da sua filhinha que tinha ficado dentro da caverna, para sempre.
Assim pode ser a vida. Preocupação em ‘catar, catar e catar’ e, perde-se o principal, os relacionamentos (com Deus, família, amigos). Triste troca, estúpida prioridade.

Certo homem, chamado Josias, reinou durante 31 anos (por volta de 641 a 609 a.C) sobre Judá (2 Cr 34.1). Construiu um legado admirável e exemplar que muito nos ensina:

1.  No mundo espiritual, a genética não é decisória sobre o nosso futuro.
Repetir os erros dos pais, dos que convivem conosco é decisão pessoal. Precisamos respeitar os marcos antigos, as prioridades dos nossos pais da fé e não, necessariamente, dos nossos pais biológicos.
       Josias não seguiu os caminhos do seu pai Amom, homem culpável perante Deus (2 Cr 33.23-25). Entretanto, mudou a história do seu povo quando decidiu fazer o que era reto perante o Senhor (2 Rs 22.2). Sábia decisão!  

2.  As nossas decisões e prioridades podem afetar o presente e o futuro dos que convivem conosco.
Josias não deixou que o povo continuasse no erro: '...Enquanto ele viveu, não se desviaram de seguir o Senhor, Deus de seus pais' (2 Cr 34.33)
‘Tudo que fazemos ou falamos coloca em funcionamento engrenagens,
 com efeitos irreversíveis, imediatos e eternos’ (Rev. Magno Paterline).

Este conhecimento nos desafia a zelarmos por nossas atitudes e palavras visando melhorar o nosso futuro e o futuro dos que partilham conosco desta jornada.

3.  Quando decidimos buscar a Deus, Ele se deixar achar e o nosso destino é transformado:
“Buscar-me-eis, e me achareis,
quando me buscardes de todo o vosso coração.
Serei achado de vós, diz o Senhor,
 e farei mudar a vossa sorte…” Jr 29.13-14
Josias experimentou esta promessa de Deus. Buscou a Deus com arrependimento e choro (2 Rs 22.19) e Deus permitiu que a Sua Palavra (onde expressa a Sua vontade) fosse encontrada. Josias faz aliança com Deus (2 Rs 23.3) e uma profunda reforma religiosa. A sorte de Josias e do seu povo é mudada.

Hoje, há igrejas doutoras em grandes ajuntamentos solenes, recheadas de emoções e lideradas por catedráticos titulados, mas, a Palavra de Deus foi-se do seu coração. Foi-se a comunhão; o relacionamento com o Pai, com os irmãos de fé; o rumo, a diretriz.
“O meu povo está sendo destruído,
porque lhe falta do conhecimento...” (Oséias 4.6)
Está faltando a busca de Deus e da Sua Palavra com entusiasmo, com CAFÉ (Coração, Alma, Força e Entendimento) para um novo vigor, mesmo nas intempéries (Mc 12.30).
      
4. A busca de Deus traz foco, prioridades honradas, projeto de vida.
   Josias tinha projeto de seguir a Deus (submissão); guardar a Sua Palavra (fidelidade) e cumpri-la, em todo tempo (obediência) (2 Cr 34.31). E a sua sorte foi mudada, teve uma vida de paz e os seus olhos não viram o mal (2 Cr 34.27-28)! Josias deixou um legado digno, uma história exemplar:
“Antes dele não houve rei que lhe fosse semelhante,
que se convertesse ao Senhor de todo o seu coração,
e de toda a sua alma, e de todas as suas forças,
segundo toda a Lei de Moisés, e depois dele, nunca se levantou outro igual” (2 Rs 23.25).

Que tragamos a Palavra de Deus em nosso coração,
que estejamos mais próximos do Pai e de Sua vontade,
construindo um herança incorruptível!

A ELE e, somente a ELE, toda Glória e toda nossa adoração!!!!
Soli Deo Gloria!!!

Um comentário:

Alex Galdino disse...

Ola,
Parabéns pelo belo e edificante blog, que Deus continue abençoando grandemente sua vida e a dos seus. Com muita alegria me tornei um de seus seguidores.


Um grande abraço...