“... Sob a Tua Palavra lançarei as redes" (Lc 5.5b)


'O Teu caminho, ó Deus, é de santidade.

Que Deus é tão grande como o nosso Deus?

Tu és o Deus que opera maravilhas e, entre os povos, tens feito notório o teu poder" (Sl 77.13-14)


sábado, 23 de março de 2013

'Contribuir e não competir!'

“...O que muito colheu não teve demais;
e o que pouco, não teve falta” (2 Co 8.15)
Abel Mutai, atleta queniano estava próximo da linha de chegada (10 metros) em uma corrida de obstáculos na Espanha, quando considerando-se vencedor, distraiu-se cumprimentando o público.
Ivan Fernandez Anaya, espanhol de 24 anos, vinha em seguida e ao perceber o engano de seu adversário, negou-se a ultrapassá-lo. Pelo contrário, empurrou-o, levando-o até o final da chegada, ficando em segundo lugar. Emocionante: http://www.youtube.com/watch?v=oHYYEber5xo

Vendo este vídeo achei interessante considerar uma reportagem da 'Revista Isto É' e refletir um pouquinho sobre 'contribuir e competir'.
Esta revista apresenta os resultados de pesquisas de Edward Wilson, da Universidade de Harvard que rebate a teoria de evolução de Darwin e suas derivações por Spencer, Hamilton e Dawkins (vide quadro).
http://www.istoe.com.br/reportagens/205685_O+PODER+DA+GENEROSIDADE?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

Na teoria, proposta inicialmente por Darwin, a competição entre os indivíduos favorece a sobrevivência e a transferência genética para as futuras gerações dos melhores ou dos mais fortes. Consideram ainda que o altruísmo (capacidade de renunciar em favor do outro) é regido, na verdade, pelo gene egoísta, estratégia para passar seus genes adiante.

Muitos destes trabalhos foram realizados com insetos sociais e, quando enfocamos o ser humano num ambiente complexo, embalado por história de vida, cultura com crenças, valores, ideais fica ainda mais difícil generalizar.

Wilson ampliou esta questão em múltiplos níveis (indivíduo e comunidade). Considerou que ‘se individualmente a atitude egoísta favorece o indivíduo, em sociedade, os grupos mais altruístas prevalecem sobre os demais’. 
Entretanto, o que se observa é que uma comunidade pode progredir mais e melhor quando os seus componentes se ajudam mutuamente, sem competição. A Palavra nos diz que casa dividida não subsiste (Mc 3.25). 
“A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais;
ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda.

A reportagem apresenta diversas experiências (grupos, empresas, países) em que o progresso ocorre graças ao trabalho cooperativo, quando há troca desprendida de idéias, de recursos, de favores.
A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado” (Pv 11.24-25)
Segundo o neurocientista brasileiro Jorge Moll, quando alguém pratica uma ação altruísta aciona áreas do cérebro relacionadas com recompensa. A Bíblia nos ensina que: “Mais bem-aventurado é dar que receber” (Atos 20.35).

De qualquer forma, voltando à beleza do comportamento altruísta do atleta espanhol, lamentamos o fomento da 'busca de levar vantagens em tudo', ao batizar muitas atitudes indignas, algumas delas até legais, porém imorais como 'jogo de cintura', 'adaptação', 'busca pela sobrevivência'
Indivíduos egoístas, gananciosos, cruéis em suas estratégias para alcançarem poder, bens e satisfação para os seus desejos. 
Gente que acha encantador e sinônimo de esperteza dar o célebre ‘jeitinho brasileiro’ numa sociedade que tem ensinado a torcer pelos anti-heróis e considera tolice não aproveitar brechas para obter benefícios. 

Na prática significa burlar normas, indiferente ao padrão moral e social explicando tantas promessas não cumpridas, subornos, corrupções, fugas de responsabilidades.
É transitar pelo acostamento; é vender gato por lebre; furar filas; entrar na contramão para fugir do engarrafamento; trabalhar somente sob vigilância; subornar guardas para não pagar multas de trânsito; pagar propinas para tirar carteira de motorista; chgar atrasado e dar uma desculpa 'esfarrapada'; colar nas provas; não cumprir o prometido; não pagar dívidas; pagar para outros fazerem seus relatórios escolares e TCC; mentir sobre os motivos das falhas.
Pode até parecer interessante, a princípio, mas as conseqüências são sempre funestas: acidentes letais; profissionais incompetentes; fragilidade das instituições que deveriam educar e proteger os cidadãos; falta de paz; de comunhão; de alegria.
Jesus Cristo veio para que tivéssemos vida e vida em abundância, de qualidade, sem atropelar valores eternos visando sobrevivência.


“Senhor, ensina-me a semear com generosidade e não ser indiferente ao meu irmão necessitado. A nunca negociar os Seus princípios e a cumprir a Sua vontade, em todo tempo. Ajuda-me a esperar sempre no Senhor, mesmo com perdas imediatas. Em Cristo Jesus, exemplo de amor generoso e compassivo, amém!”


terça-feira, 19 de março de 2013

'Reservatório ou canal de benção?'

Aprendendo com o golfinho (Delphinus delphis).
Texto Bíblico: “Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão. Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes” (Sl 126.5-6).

      Os golfinhos ou delfins, mamíferos que vivem no meio aquático, são excelentes nadadores, chegando a atingir a velocidade de 40 km/h. Mergulham a grandes profundidades e saltam até cinco metros de altura. Alimentam-se de peixes, lulas, moluscos, camarões. 
      Animais gregários, brincalhões e inteligentes, são famosos por aprenderem com facilidade tarefas sofisticadas.


      Os grandes inimigos dos golfinhos são os tubarões, orcas e o próprio homem. Entretanto, existem muitas histórias de golfinhos protegendo seres humanos; formando barreiras entre o tubarão e o homem; saltando sobre um tubarão e até mesmo batendo seus focinhos ossudos contra tubarões, até que ele solte a vítima. 
      Conta-se que, certa vez, golfinhos se agruparam em volta de uma pessoa e emitiam sons altos e perturbadores para desorientar o predador, que estava prestes a atacá-la. Há relatos de golfinhos que empurraram para superfície crianças e cahorros que se afogavam no mar, guiando-as até o barco, onde foram salvas (vídeo anexo).1


      Estes relatos fascinam pela coragem, solidariedade. Não sabemos até onde vai a consciência destes animais, mas isso nos leva a reflexões: - ‘Temos sido sensíveis às lutas dos nossos companheiros de jornada? Ao vermos nosso irmão carente, machucado pela vida, temos ajudado ou, covardemente, nos omitido? 
      Pessoas generosas alcançam o favor de Deus: “A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda” (Pv 11.24). A vida é como um espelho ou um bumerangue. Tudo volta para aquele que arremessou: um sorriso, uma palavra, sentimentos, ações.
“Quem se compadece do pobre ao Senhor empresta, e este lhe paga o seu benefício”(Pv 19.17). Deus não fica devendo nada para ninguém. Tudo que fizermos para os outros, receberemos porção igual em qualidade, multiplicada em quantidade, como sementes lançadas em terra fértil. Mas o que deve nos mover é o amor e não a recompensa. Sem amor nada se aproveitará (1 Co 13)

          A generosidade não se limita aos bens materiais, mas ao tempo que dispomos ao nosso próximo; presença na hora da aflição; disposição de orar por ele e com ele. Que sejamos sensíveis, jamais indiferentes, para não perdermos a oportunidade de ajudar o nosso parceiro de caminhada, mesmo que precisemos reduzir o passo, interromper projetos.

           Observe o tronco da jabuticabeira. As calosidades denunciam a sua frutificação. A vida é assim. Produzir frutos consume energia, cansa, torna-nos alvo de pedradas, deixa marcas. Porém, a colheita mais prazerosa é resultado de sementes regadas com lágrimas, sob a direção do Pai (Sl 126.5-6).

Para Refletir: Tem alguém perto de você, carecendo de uma palavra, de um recurso que dispõe? Tem alguém necessitando de companhia, de oração? Se a alma é eterna e os bens materiais transitórios, no que devemos investir nosso fôlego, nosso tempo?  

Oração: “Senhor, me ajude a ser sensível às necessidades do meu próximo. Mostre-me o que devo fazer para ajudá-lo efetivamente. Dá-me condições para isto, sejam recursos materiais, espirituais ou emocionais. Que eu não seja um reservatório de bênção, mas um canal abençoador por onde passar. Em nome de Jesus, amém”.  

1 Free, C. Tubarão! Seleções Reader’s Digest, 92-101, dez/2008.


domingo, 17 de março de 2013

'Amigos-irmãos, pra sempre...'

‘Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão’ (Pv 17.17)
Hoje, particularmente, estou refletindo muito sobre a amizade e 
gostaria de compartilhar um pouco do que motivou meu coração...


1980: Da UEM (Maringá-PR) para UNESP (Jaboticabal - SP). 
        Um novo horizonte me aguardava em Jaboticabal e a partir de 2006, em Ituverava.
        O tempo passa, muitas coisas ficam no passado, porém o que o tempo tem sido incapaz de ofuscar são os preciosos amigos que vamos conquistamos ao longo da nossa caminhada. É sobre eles que tenho relembrado, com muito carinho e saudades...
         Pessoas maravilhosas, nobres. Quantos aprendizados! Preciso relatar que nem tudo foram flores. Também me deparei com pessoas indignas, complicadas... espinhos no caminho. Porém, tenho que reconhecer, foram experiências que tornaram meus pés mais calejados, lutas que provaram e fortaleceram os músculos de minha fé.
        Como compartilhei na meditação anterior, creio firmemente que, em nossas vidas, não existem pessoas sobressalentes. De alguma forma, todos que passaram e passam por nós são essenciais para que o propósito soberano de Deus se cumpra.
         
     Como agradecer a Deus pelo seu projeto chamado ‘irmão em Cristo Jesus? Homens e mulheres de Deus humildes e amorosos. Pessoas que se sacrificam e, sem titubear, não medem esforços, em prol do outro.

      Esta última semana me senti particularmente cuidada, acolhida pelos amigos. Quero aqui deixar o meu agradecimento e reconhecimento.
      Recebemos em Ituverava – SP a visita de vários amigos preciosos. Irmãos que deixaram seus muitos compromissos para nos visitar, orar pelo meu esposo, em fase de recuperação. 

     Ontem, pela manhã, irmãos da igreja da IPB-Ituverava, com toda disposição, vieram em nossa casa, carregaram sua camionete com eletrodomésticos, roupas - um 'kit de sobrevivência' -  e levaram para nossos filhos, em Uberlândia, até que possamos concluir nossa mudança. 
   À tarde, uma conversa preciosa, por telefone, com uma irmã muito querida, agora em Brasília (DF).
    Noite fechada com chave de ouro, com a visita de dois amigos-irmãos de Jaboticabal. Momento ímpar regado com testemunhos, compartilhar e o melhor sorvete do mundo. Comentei que deveríamos desfrutar dele ajoelhados, agradecidos a Deus pelo sabor, pela habilidade que deu ao Ricardo (Yce by Nice) em fazer um sorvete tão primoroso e, principalmente, pelo significado do gesto destes amigos de nos premiarem com sua presença, oração, palavras de conforto.

Quem é o meu bom amigo, mais chegado que um irmão? Tenho sido uma boa amiga? Tenho bons amigos? A seguir transcrevo parte do que escrevi em http://destilardosfavos.blogspot.com.br/2012/07/dia-do-amigo-quem-e-o-seu-amigo.html

      Amigo de verdade é aquele que nos motiva a avançar, a melhorar, seja no relacionamento com Deus, com a família, na vida profissional, como ser humano. 
      Amigos que levanta o outro (Ecl 4:10) e o estimula a esperar e perseverar com alegria, no Senhor e nos Seus milagres.
      Amizades interesseiras têm vida curta na dor; as verdadeiras, por sua vez, perduram por gerações. Jônatas enfrentou seu pai, o Rei Saul, para defender Davi, mesmo arriscando sua própria vida (1 Sm 20.32-35). Quando Davi se tornou Rei de Israel, mandou buscar o filho de Jônatas, Mefibosete, para morar no palácio e o tratou como um filho (2 Sm 9.1-13). 
      Bom amigo é aquele que desperta boas intenções em nossos corações, que nos aproximam mais de Deus e da Sua vontade. Bom amigo é um intercessor perante o Pai.
      Há lugares, sonhos que não conseguiremos alcançar sem que alguém nos ajude a abrir as portas ou a derrubar muralhas, sob a ‘possibilidade’ de Deus. 

      Que Deus nos ajude a sermos bons e inesquecíveis amigos, por onde quer que andemos.

‘Obrigada meu Deus por poder desfrutar do melhor deste mundo que são os meus irmãos em Cristo Jesus, sinceros, disponíveis, amorosos. Sinto-me tão pequena diante de tanta bondade e consideração. Ensina-me também a ser um canal de Sua benção nas vidas dos meus irmãos. Faz-me sensível às suas necessidades e dê-me sempre disposição em dar, em compartilhar o tempo, ombros, recursos que tenho recebido tão generosamente do Senhor. Louvado seja o Senhor por conhecer tão bem o meu coração, minhas necessidades, por se importar com elas e supri-las todas com Seu poder e grandioso amor. Obrigada por estar sempre ampliando minhas fronteiras, abrindo novos horizontes e fazendo de minha vida algo tão prazeroso. Em nome de Jesus, meu irmão primogênito e, por meio do qual, posso fruir de tudo isto, em sua inteireza. É isto! É vida em abundância! Boa demais! Obrigada, meu Deus!’


sábado, 16 de março de 2013

'Amar é... envolver-se por inteiro porque, afinal, ninguém abraça um pedaço!'

            Confesso que o texto bíblico de 1 Coríntios 13 sempre me deixou desconfortável! Uma ode ao amor, um amor que eu sabia que seria incapaz de alcançar.
Como alcançar um amor tão nobre, tão absoluto, tão desprendido? Como alçar um amor paciente, benigno, sem ciúmes, que não se ressente do mal?
O texto ainda me diz que se eu não sentir um amor assim, nada que eu fizer será suficiente, bom ou digno de consideração. Ainda bem que Paulo finaliza dizendo que a dificuldade em amar incondicionalmente não é só minha. Ufa!!!
Porém, este amor é considerado por Deus como um dom supremo, soberano sobre todos os demais. Conforta o meu coração pensar que Deus não ordenaria algo impossível. Pela fé eu creio que, com a ajuda d'Ele, posso amar até o meu inimigo (Mt 5.44) e ter paz com todos os homens (Hb 12.14). 
        Algo que me ajuda muito é pensar na soberania de Deus. Não é por acaso que compartilho com o meu próximo uma mesma época e um mesmo local geográfico. A vastidão dos tempos passados e, quiçá, futuros e também a imensidão geográfica do nosso planeta, ressaltam que devo considerar meu companheiro de jornada alguém exclusivo, extraordinário.


É fascinante! Tudo tem um propósito e 
ninguém é peça sobressalente na minha história de vida.


         Tudo que o outro me transmite, mesmo que seja importuno, azucrinante pode ser o que preciso pra me tornar uma pessoa melhor, mais madura. Pode ser o fator que impulsionará meus pés em direção ao alvo, à linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória, a nova vida para qual Deus me chamou, por meio de Cristo Jesus (Fp 3.14).


        A matéria amor é mais uma evidência do tanto que preciso da ajuda de Deus pra viver mais ‘light’, menos exigente, menos crítico.


         Conta-se que uma senhora obesa foi numa loja de brechó comprar roupas e não encontrava nada que servisse nela. A vendedora, sensível diante daquela triste situação, pergunta a Deus: ‘Senhor, como posso ajudá-la? Ela está tão triste e humilhada!’ A senhora, então, perguntou: ‘Você não tem nada de tamanho grande aí no estoque?’ A vendedora, abriu seus braços e respondeu: - ‘Claro que tem! Olha o tamanho deste abraço!’ E abraçou-a com muito carinho.

A senhora entregou-se àquele abraço acolhedor e chorando disse: ‘Há quanto tempo que ninguém me dava um abraço. Não encontrei o que vim buscar, mas encontrei aquilo que mais precisava’.

       Mundo tão grande, mundo tão pequeno… Tempos tão complicados, corações tão egoístas, e, na realidade, tempos tão singelos, tão fáceis de desfrutar. Só depende de nós.

      É abrir as portas dos armários da nossa alma à ação renovadora do Espírito Santo. É expor abraços, sorrisos que, muitas vezes, com avareza ou indiferença, arquivamos.

     Instrumentos tão disponíveis, mas tão, mesquinhamente, guardados. Eles são bombásticos. Contidos em nós causam angústia, solidão. Porém, quando o liberamos ao próximo, tornam-se transformadores de contos, construidores de preciosas memórias porque são do tamanho exato da carência do nosso próximo neste mundo tão grande, porém tão pequeno;  tão rico e tão carente.


Gosto muito deste poema de Mirthes Mathias (Amor é síntese - Livro Bom dia, amor! - Juerp, 1990). 

"Por favor, não me analise
Não fique procurando
Cada ponto fraco meu
Se ninguém resiste a uma análise profunda,
Quanto mais eu!

Ciumenta, exigente, insegura, carente
Toda cheia de marcas que a vida deixou:
Veja em cada exigência um grito de carência,
Um pedido de amor!

Amor, amor é síntese,
Uma integração de dados: não há que tirar nem pôr.
Não me corte em fatias,
(ninguém abraça um pedaço),
Envolva-me toda em seus braços
E eu serei perfeita, amor!"
           Como preciso aprender a amar o outro sem ‘fatiá-lo’: - ‘Gosto disso, não gosto daquilo’. Amar sem tantos julgamentos, sem tantas restrições.

Afinal, ninguém abraça um pedaço e como precisamos, neste mundo tão complexo, nos envolver, por inteiro, nos braços da pessoa amada.
Amor... uma pedra bruta que, devidamente buscada, lapidada, demonstrada, pode fazer da vida algo mais belo, mais precioso. 
Que tal telefonar hoje pra alguém que tem sido benção em sua vida e contar isto pra ele? 
Que tal dar um abraço bem apertado em alguém que está pertinho de você e dizer o quanto ele é importante em sua vida?

“Senhor, Pai de amor e de infinita bondade, catedrático absoluto em matéria de amar, ensina-me a amar o meu próximo, por inteiro. Óh, meu Pai, dê-me um coração mais compreensivo das dificuldades do outro, mais compassivo, mais manso e humilde. Que eu empenhe todo o meu esforço pra praticar mais e melhor Suas verdades, cumprindo Sua vontade, exercitando uma vida que agrade o Seu Santo Espírito. Em Cristo Jesus, demonstração prática do Seu grande e puro amor".



quinta-feira, 14 de março de 2013

'O melhor já aconteceu em minha vida!'

Certo dia, ouvindo uma mensagem na internet, o preletor falou: 'O melhor ainda virá em sua vida'. Minha filha Deborah disse: 'Não, aqui na terra, o melhor já aconteceu: a salvação, em Cristo Jesus'. 


É verdade! Igual a essa grande maravilha, somente a volta dEle!

JESUS CRISTO MORREU POR MIM, RESSUSCITOU E 
MUDOU MINHA HISTÓRIA PRA SEMPRE! 
ALELUIA!!! 

Obrigada Senhor por ter enviado Jesus Cristo e mudado a minha história, o meu presente e o meu porvir.

Obrigada Jesus Cristo,
    por ter morrido em meu lugar e pela Sua promessa de estar comigo todos os dias.
    porque tenho desfrutado, de modo real e efetivo, de Sua companhia, do Seu agir.
Obrigada, meu Deus, porque Seu amor e misericórdia tem me envolvido como um manto suave. 
    porque Suas mãos tem segurado as minhas mãos, com cuidado, para eu não vacilar.
    Óh Pai Eterno, obrigada por desembaraçar meus pés e aplainar meus caminhos. 

Sou grata especialmente pela Salvação em Cristo Jesus e pela Sua promessa de me resgatar para a eternidade.
Então, cantaremos com todos os remidos:
'Grandes e admiráveis são as tuas obras,
Senhor Deus, Todo Poderoso!
Justos e verdadeiros são os teus caminhos,
ó Rei das nações!
Quem não temerá 
e não glorificará o teu nome, ó Senhor?
Pois só tu és santo;
por isso, todas as nações virão 
e adorarão diante de ti,
porque os teus atos de justiça 
se fizeram manifestos' ( (Ap 15.3-4) 

LOUVADO SEJA O SENHOR! SOLI DEO GLORIA!
'Àquele que está sentado no trono e ao Cordeiro, seja o louvor, 
e a honra, e a  glória, e o domínio pelos séculos dos séculos' (Ap 6.14)

Sugiro que assista este vídeo, muito lindo: http://www.youtube.com/watch?v=XZ78NKjX7Uw

terça-feira, 12 de março de 2013

'Alinhando para novo rumo: Deus que nos surpreende!'

     Conta-se que certo capitão tinha que entrar com seu navio num braço muito estreito do mar, ladeado por rochas. Num momento específico precisava manobrar com precisão pra entrar com segurança e alcançar o porto. Perguntaram-lhe como conseguia fazer isto à noite, sem errar e ele respondeu: - 'Sou guiado por luzes. Está vendo ao longe 3 luzinhas? Quando elas estão alinhadas, sei que é hora de mudar o rumo'.
     Leomam meditou certo dia sobre esta ilustração considerando o alinhamento de 3 luzes para sabermos a vontade do Pai:
1. Sonhos de mudanças.
2. Mudanças que não contrariam a Palavra soberana de Deus.
3. As circunstâncias e oportunidades propícias. 


     Cerca de um mês atrás, mudamos pra Uberlândia (MG) e muitos amigos têm nos perguntado: 'Por que Uberlândia?'     
     Creio que vale a pena compartilhar: 
     Em abril de 2006, mudamos de Jaboticabal pra Ituverava (SP), onde moramos por sete anos.
     Sabíamos, em nosso coração, que Ituverava não seria permanente. Mesmo assim, sob a orientação de Deus, semeamos... Neste período, fizemos amigos inesquecíveis que levaremos conosco por onde quer que andemos. Com a ajuda de muitos irmãos, organizamos 16 encontros de casais, 'Família do Co-Oração', inúmeros almoços da comunhão e 4 Cultos de Ação de Graças.


     Junto à Escola Bíblica Dominical, com o apoio irrestrito dos irmãos e dos seus dons, iniciamos um ministério com crianças e adolescentes do Bairro Guanabara. Estes alunos enchem um ônibus todos os domingos pela manhã e a nossa EBD transborda, até hoje, de alegria. Crianças, adolescentes, jovens, com muitos de seus familiares, são recebidos por professores competentes e comprometidos com a obra de Deus, com uma palavra bíblica de restauração, esperança e um delicioso café da manhã.



     Juntos também, comemoramos, com muita alegria, nossas Bodas de Prata, as formaturas do Leandro em Engenharia da Computação e da Deborah em Medicina, além do Mestrado do Leandro.


     Período de grandes conquistas: novos e preciosos amigos e grandes aprendizados em nossa vida espiritual. Desfrutamos, ao vivo e a cores, da provisão do Senhor para nossas necessidades. Vimos muitos milagres acontecendo na vida de nossa família e, agora, um 'grand finale', quando pudemos ver o "alinhamento das luzinhas" em nossas vidas indicando o final de um ciclo em Ituverava (SP) e um recomeço em Uberlândia (MG).

     As 3 luzinhas:
1. O sonho de estar mais próximo "geograficamente" de nossos filhos.
2. Sentimos paz, missão cumprida em Ituverava (SP) junto a IPB. O trabalho sendo abraçado, com todo o amor, por irmãos competentes e comprometidos com Deus.
3. As portas se abrindo. A certeza de que os planos de Deus jamais serão frustrados e a alegria de desfrutar de Seus milagres, de Suas surpresas.

     Amigos e irmãos, esta semana ouvi uma pessoa afirmar que a história de vida de alguém pode ajudar a fortalecer a fé. Assim, não poderia deixar de compartilhar o que temos visto e vivido, pra honra e glória do nosso Pai!
     Gostaria de resumir o que tem nos acontecido nos últimos meses que alegra nosso coração e nos deixa maravilhados com o amor e a grandeza da generosidade do nosso Deus.
     Compartilharei 'para que todos vejam e saibam, considerem e juntamente entendam que a mão do Senhor fez isso, e o Santo de Israel o criou' (Is 41.20).

* Durante 2 anos procuramos (muito!) um sítio pra comprar em várias regiões de Minas Gerais: de São Gonçalo do Sapucaí a Monte Alegre de Minas, perfazendo milhares de quilômetros de busca. 
     Finalmente, num entardecer de julho de 2012, após um longo dia de visitações em vários sítios, conhecemos e nos encantamos com uma terrinha vermelha, com muita água, reservas, na vizinhança de Uberlândia (15 km de distância). Nada era propício, estávamos no final de um dia cansativo e já estava escurendo. Decidimos dormir num hotel e voltar no dia seguinte, quando em paz no coração, fechamos o negócio.

* 2o. semestre de 2012: E agora? Nossa oração era que nossa família ficasse mais próxima físicamente. Leandro tinha finalizado seu Mestrado na USP de São Carlos e estava prestando alguns concursos. Deborah trabalhando em S. S. do Paraíso. Tudo parecia tão confuso e distante do que pedíamos em nossas orações...
* Leandro, então, presta a prova de doutorado na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e é aprovado.
* Virada do ano, 2013. Leomam estava cansado de viajar pra Uberlândia pra cuidar do sítio. Fez curva de nível, plantou milho. Decidimos comprar um apartamento em Uberlândia e vir pra Uberlândia "de mala e cuia". Gostamos de um apartamento e fizemos uma proposta.
* 02 de fevereiro de 2013: Leomam sofre um acidente. Dias depois, o corretor liga dizendo que a proposta tinha sido aceita. Leomam faz uma procuração em meu nome e, assim, no dia 08 de março, fechamos o negócio e recebemos as chaves. 
* 25 de fevereiro: Leandro está em Uberlândia com a Deborah pra que ela assumisse um cargo em Monte Alegre de Minas (PROVAB), mas não foi possível devido a mudança da gestão do município. Ficamos tristes inicialmente, mas isso possibilitou que ela fosse remanejada para Uberlândia alguns dias depois, pelo mesmo programa.
* Enquanto estavam em Uberlândia, ainda no dia 25 de fevereiro, o diretor da Faculdade de Computação da UFU liga pra Ituverava (SP) informando que o Leandro tinha sido aprovado no concurso público para professor efetivo da UFU e que sua nomeação estava saindo.
* Março de 2013: Leandro e Deborah vão para Uberlândia. Leandro é empossado como professor na UFU - Monte Carmelo. Deborah inicia o seu trabalho como médica em Uberlândia e seu curso de especialização em Medicina da Família pela UFMG.
* Leandro fica noivo e marca data de casamento com a Cynthia, doutoranda na USP de São Carlos que consegue um co-orientador na UFU.

* Mudança planejada e eu ansiosa... Leomam ainda convalescendo, Leandro e Deborah trabalhando... quem poderia me ajudar na mudança? Comentei com a Cynthia: 'Ah, se tivesse uma "dona Dalila" pra me ajudar'. Pra quem não sabe, D. Dalila trabalhou conosco durante muitos anos (quase 20 anos), casou-se e mudou-se pra Curitiba (PR).
* 06 de maio de 2013: meu aniversário e eu ganho mais um presente do Pai. D. Dalila telefona e diz que não está trabalhando. Pergunto: 'Poderia vir pra nos ajudar na mudança?' Prontamente, com o apoio do seu esposo, ficou vinte dias conosco e o nosso apart está quase em ordem. 
* 12 e 14 de Maio: A IPB de Ituverava nos surpreende com uma demonstração de carinho emocionante, no culto de domingo a noite e num jantar na terça feira, na casa do pastor Vanderley Venutti, com toda a igreja reunida. Impossível ficar insensível diante de tantas palavras carinhosas e generosas. 
Como é bom pertencer à família de Deus!
Como é bom desfrutar do Seu cuidado!


      Foram tantos os detalhes, tantas as bençãos, intervenção tão miraculosa em nossas vidas que é impossível agradecer a Deus como Ele merece. Só posso pedir que o Espírito Santo me ajude neste mister e que Deus abençoe a cada um de vocês que tem acompanhado com tanto carinho a nossa jornada, irmãos preciosos, em Cristo Jesus!

Deus maravilhoso, zeloso, que está sempre nos surpreendendo.
Deus que tudo pode e cujos planos jamais serão frustrados!
Então, pra que ficar ansioso? 
Posso entregar, confiar e o mais Ele fará! (Sl 37.5)

    Não sabemos os propósitos de Deus, para nossas vidas, em Uberlândia, mas queremos declarar, com toda alegria, como fizeram Seus servos Josué e Isaías: 'Eu e minha casa serviremos ao Senhor. Eis-nos aqui. Usa-nos, Senhor, para Sua honra e Sua glória'.
     
    Ao Deus de Israel, ao nosso Deus, todo o nosso louvor, toda a nossa gratidão.
     

sábado, 9 de março de 2013

'Dia Internacional da mulher - 2013, 2014'

Sensíveis, românticas, envolventes, intuitivas... Somos nós, meninas! PARABÉNS!
      Muito se tem falado sobre a mulher, sobre sua dupla, tripla jornada como profissional, responsável pelo bom andamento do lar, sobre o seu cuidado ininterrupto com os filhos e esposo. É tudo verdade! Como conseguimos dar conta de tantos compromissos?
     Existem ainda muitos livros, poesias, crônicas relatando as diferenças entre mulheres e homens.
     Entretanto, no ‘Dia das Mulheres, gostaria de refletir sobre alguns aspectos das mulheres sábias, tementes a Deus. Elas são raras. Valem mais que pedras preciosas (Pv 31.10).

1. O que falta de força física, sobra-lhe de coragem interior (Pv 31)
A mulher de Deus luta com toda garra, entusiasmo, pela sua família, pelos Seus princípios. Mesmo fatigada, dolorida, ergue-se com determinação, renunciando o repouso em prol de seus familiares. 
Zelosa, em todo tempo, procura se antecipar às necessidades de seus amados.
A força interior somada a fé em Deus e a oração faz dela um esteio, um sustentáculo; uma orientadora sábia, dirigida pela poderosa e perfeita Palavra de Deus.

       Quero aqui homenagear minha mãe Luiza. Mulher guerreira. Deixou um exemplo de fé inabalável em Deus, mesmo diante de tantas provações e privações. Creio que as vitórias que temos desfrutado hoje, são também frutos de sua intercessão, nas suas longas madrugadas de vigília. Mulher missionária, entregou dezenas de milhares de folhetos querendo transmitir para os outros a alegria de conhecer a Deus. Sou grata pela sua perseverança e exemplo que fizeram toda diferença em muitas vidas, especialmente nas nossas, suas filhas e netos.

2. Mulher é intuitiva, “antenada”
Uma das características interessantes da mulher e que lhe é extremamente útil é o de valorizar os detalhes, a sua percepção com os sentimentos, expressões. Uma mulher sabe quando o filho ou seu esposo não está bem e precisa de atenção especial.
Trabalhos de pesquisa mostraram que crianças do sexo masculino observam mais objetos móveis e que as meninas se detêm nos rostos, sendo mais sensíveis às expressões. Acredita-se que esta diferença seja decorrente da ação de hormônios.
Por analisar atentamente as situações, avaliar atitudes, ser sensível às expressões, a mulher, muitas vezes, consegue perceber além do que é verbalizado, da aparência. Suas observações tendem a compreender as motivações, a relacionar experiências anteriores, ponderando e até prevendo o desenrolar e os possíveis resultados. Esta interpretação correta é chamada por muitos de intuição feminina
Se o seu marido confiar nela, nunca ficará pobre. Será estimado por todos e se tornará líder de sua comunidade (Pv 31.11, 23).

Intuição é pré-conceito? Entendo até que intuição pode levar a um pré-conceito que, em alguns casos, pode até ser saudável para evitar armadilhas por parte de gente sagaz que instiga briga enquanto assiste de camarote. Pode ainda prevenir traições por parte de pessoas desleais. 
Como precisamos estar sempre alertas, sensíveis à orientação de Deus para não vacilarmos e nem tropeçarmos no nosso viver!

3. A mulher sábia edifica sua casa (Pv 14.1)
Sua fé e envolvimento com Deus colaboram para o fortalecimento e amadurecimento espiritual de sua família.
São mulheres que não complicam, são autênticas, transparentes, não guardam mágoas, sabem priorizar princípios eternos e oram, diuturnamente, pelos seus familiares.

Quero aqui homenagear uma grande amiga que, mesmo injustiçada, abandonada pelo seu marido, não vacilou em sua fé. Continuou firme, em seu ministério e em oração. Com lágrimas foi semeando e hoje, com alegria, tem colhido muitos frutos. Filhos firmes na fé, prósperos em sua vida profissional. A fé em Deus restaurou sua sorte (Sl 126.4-6) e, ao invés da vergonha, desfruta hoje de dupla honra. Em lugar da afronta, exulta com sua herança e, todos que vêem esta mulher e seus filhos reconhecem que se trata de uma família bendita do Senhor (Is 61.7, 9).

Você é uma mulher temente a Deus? Uma guerreira pela sua família?  Tem edificado seu lar? 
Se sim, é merecedora de todo respeito (Pv 31.25), crédito (v.16), elogios (v.28), valorização (v.29) e recompensas (v.30)!!!

Porém, se você, tolamente, tem se distanciado de Deus e do Seu projeto, volte-se pra Ele. Hoje é o tempo da oportunidade, de construir uma nova história! Vá à luta! Busque a Deus com o coração arrependido e determinado a se esforçar para fazer o melhor possível, a ser uma esposa e uma mãe segundo o projeto do Senhor.

 “Senhor, meu Deus, obrigada pelo valioso privilégio de ser mulher. Perdoe meus pecados, as tantas vezes que tenho entristecido o Seu Santo e puro Espírito. Que o meu modo de viver seja favorável para que o Seu nome seja conhecido e reconhecido como aquele por quem me movo, vivo, respiro. Senhor, amo tanto a Sua Presença e por ela suspiro e anseio. É bom demais conhecer e desfrutar do Seu agir em minha vida e na vida de minha família. Obrigada, obrigada, obrigada meu Pai. Ao Senhor entrego toda minha adoração, todo o meu louvor e todo o meu viver. Por Jesus. Amém!  


'Humus, filhos da terra, essência, sabedoria...'

“Ensina-nos a contar os nossos dias,
para que alcancemos coração sábio” (Sl 90.12)

Moisés pede compreensão de quão poucos dias dispomos na terra para saber valorizar e desfrutar de cada momento, com sabedoria. Este versículo (Sl 90.12), muito utilizado em aniversários, sempre leva a reflexões: 'O que é  a sabedoria? Tenho sido sábio na minha vida?'

Entendemos que sabedoria é diferente de cultura, inteligência, ciência. Sabedoria é saber escolher corretamente num mundo agitado e que cobra decisões imediatas. 
O sábio Salomão nos ensina que a sabedoria procede de Deus e ela se inicia quando tememos ao Senhor (Pv.1.7 - NTLH).
 Considerando que a sabedoria é mais preciosa que o ouro (Pv 16.16) fica a questão: Quais as características de uma vida sábia? 
Pensei em alguns tópicos:

1. Simplicidade:
Ser simples não é ser simplório, ingênuo. É encarar a vida com os olhos tranqüilos, sem complicações. 
Não é buscar o extraordinário, mas buscar fazer o trivial, o que vier à mão extraordinariamente bem. Transformar o 'ordinário', o cotidiano em algo novo.
É respeitar as diferenças e os limites do próximo.  É ser tolerante, porém, jamais conivente com o pecado. 
É saber perdoar, não cultivar entulhos, más lembranças, mágoas. 
Sábio é quem não cultiva porões, cantos escuros.
Reconhece e pede perdão ao Pai pelos pecados cometidos. Crê neste perdão (1 Jo 1.9) e também se perdoa.

É ser humilde e estar sempre pronto pra aprender. 
"Em vindo a soberba, sobrevém a desonra, 
mas com os humildes está a sabedoria" (Pv 11.2). 

Humildade, do latim, significa humus ou filhos da terra: nossa essência, nosso fim (Ec 12.7). 
Há quem diga que ser humilde não é se achar menor do que o outro e sim entender que não é maior que ninguém. Como ser soberbo, sentir-se superior ao outro, se sabemos que somos pó? Que nada somos por nós mesmos? Que precisamos, que dependemos de Deus para tudo e que teremos de prestar contas do que fizermos (Ec 12.14)? 

Sábio é quem cultiva a certeza de pertencer a Deus. Confia que Ele nos protege como a Seus próprios olhos e que podemos nos refugiar à sombra das Suas asas (Sl 17.8-9).  
Simples assim. Por quê complicamos tanto?

2. Prioridades:
“Não te fatigues para seres rico;
não apliques nisso a tua inteligência” (Pv 23.4)
Há quem diga que rico não é o que tem mais posses, mas aquele que vive feliz com o que tem. Sonhar com uma vida melhor é bom. Porém, a ansiedade excessiva com o futuro, a permanente insatisfação pode prejudicar o desfrute do presente, daquilo que já dispomos.

Quais têm sido nossas prioridades? Temos valorizado as amizades? Apreciado a natureza? Temos o coração aberto para mudanças?
Os noruegueses dizem: “Não existe clima ruim e sim roupas inadequadas”.  
O sábio utiliza os recursos que tem. As dificuldades, as intempéries não prejudicam seus projetos e, sim o leva a refletir e mudar conceitos, atitudes. 
O sábio prioriza, em suas decisões, o padrão inegociável, ensinado por Deus (integridade, honra, lealdade).

Que abandonemos tudo que impede ou dificulta nossa comunhão com Deus. A mulher samaritana deixou o cântaro. Pedro deixou o barco. O que tem nos prendido e atrapalhado nossa plena intimidade com Deus?
Será que não está na hora de removermos o que atrapalha e nos consagrarmos por inteiro a Deus?
A obediência a Deus torna nossa vida boa, perfeita e agradável (Rm 12.2).  Traz-nos sossego porque sabemos que para Ele nada é impossível, que nenhum dos Seus planos poderão ser impedidos (Jó 42.2 - NTLH) e o Pai tem o melhor para nós. ALELUIA!!!

“Entrega o teu caminho ao Senhor,
confia n’Ele, e o mais Ele fará” (Sl 37.5).

3. Autenticidade:
“Não tenha o teu coração inveja dos pecadores;
antes, no temor do Senhor perseverarás todo dia.
Porque deveras haverá bom futuro; não será frustrada a tua esperança.
Ouve, filho meu, e sê sábio; guia retamente no caminho o teu coração”(Pv 23.17-19)

Seja autêntico. Não queira agradar a todos. É impossível! Quando fazemos isso nos tornamos escravos da opinião dos outros.
Evite se comparar com os demais. Compare-se consigo mesmo. 
Sábio é aquele que reconhece suas próprias qualidades e limitações. Busca melhorar os seus próprios limites e não superar o do outro.  Sonha em ser melhor hoje do que foi ontem, melhor amanhã do que é hoje.
       
Ser sábio é não corromper os sentidos, a fé. É não ir ao vento das muitas doutrinas. É não se adaptar à cultura de homens. É nunca se apartar da simplicidade que há em Cristo Jesus e na Sua preciosa Palavra (2 Cor 11.3).

4. Visão da eternidade:
“Se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a esta vida,
somos os mais infelizes de todos os homens” (1 Co 15.19).

            Quem crê num Deus Presente, num Deus que ressuscita os mortos, que dá vida a ossos secos, num Deus de poder e graça, não pode ser triste. 
         Quem encontra e pratica a verdadeira sabedoria é feliz (Pv 3.13) e será salvo (Pv 28.26). Tem a mesma compreensão de Jó: “Porque eu sei que o meu Redentor vive...!” (Jó 19.25).
Você sabe? Saber isso faz toda a diferença em nossa vida. Traz o temor ao Senhor, traz alegria, sabedoria, a certeza que não estamos sozinhos. 
É crer que as lutas serão passageiras, que o futuro será bom e as esperanças serão concretizadas. ALELUIA!!!

Que o nosso amado Deus, Deus do recomeço, das oportunidades nos faça, a cada dia, mais sábios, mais felizes, mais realizado e, principalmente, mais submisso, cumprindo o projeto que Ele tem para nós, desde a antiguidade.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura, as coisas antigas já passaram; eis que se fizerem novas” (2 Co 5.17)

Refletindo: E, então?
Você é uma pessoa sábia? 
Que nota sua vida merece, nos 4 quesitos?
Qual área você precisa melhorar? Como fazer isto?

"Senhor, obrigado pelo dom da vida, por tantas oportunidades. Peço que me conceda um coração sábio que reverencie, antes de tudo, o Senhor. Transforma o meu coração, tira o que não agrada ao Seu Santo Espírito. Que as minhas prioridades sejam obedecê-Lo em todo tempo e isto direcione as minhas decisões. Que o meu prazer seja uma vida simples, autêntica, sempre valorizando os princípios eternos. Em nome de Jesus, meu Redentor, minha esperança, em quem eu creio, que faz novas todas as coisas, amém!"