“... Sob a Tua Palavra lançarei as redes" (Lc 5.5b)


'O Teu caminho, ó Deus, é de santidade.

Que Deus é tão grande como o nosso Deus?

Tu és o Deus que opera maravilhas e, entre os povos, tens feito notório o teu poder" (Sl 77.13-14)


terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Colheita é uma guerra, é a luta pra sobreviver...







Colheita é uma guerra, é a luta pra sobreviver...

            Durante o estágio dos índios xavantes na universidade que eu lecionava, alguns repórteres da televisão foram entrevistá-los. Pediram que dançassem uma dança de guerra para que filmassem. No final perguntaram, ainda filmando: - “Que dança é esta”? Um dos índios respondeu: - “Dança da colheita”. O repórter pediu que o cinegrafista desligasse a filmadora e disse: - “Eu pedi uma dança de guerra”! O índio olhou bem sério para o repórter e disse, com sabedoria: - “Colheita é uma guerra, é a luta pra sobreviver!”

            Algumas lições que eu aprendo na Bíblia sobre o trabalho:
  1. O trabalho sempre existiu!
Adão trabalhou antes e depois do pecado. Ao criar o mundo, Deus deu ao homem a responsabilidade de cultivar e guardar o jardim do Éden (Gn 2.15). Adão e Eva foram os primeiros jardineiros que o mundo conheceu. Tratava-se de uma tarefa prazerosa, trazia realização e era uma honra ser auxiliador de Deus.

  1. O pecado trouxe maldição e deixou tudo mais difícil, inclusive o trabalho.
Com o pecado a terra foi amaldiçoada por Deus. Entraram as doenças, as ervas daninhas, as intempéries, os cardos e abrolhos (Gn 3.18-19) e o trabalho deixou de ser agradável e passou a ser cansativo, exercido com suor e, muitas vezes, com lágrimas.
Todos, que podem, devem trabalhar. Deus diz que não devemos ficar devendo nada a ninguém, a não ser o amor (Rm 13.8). Não devemos ser pesados a ninguém: “... se alguém não quer trabalhar, também não coma” (2 Ts 3.10b). Tudo que pudermos fazer, dentro de nossas limitações, devemos fazê-lo e, sempre, da melhor forma possível.

  1. Deus pode substituir a maldição por benção; a tristeza pela alegria.
O pecado faz tudo mais penoso, mais feio, mais triste. Entretanto, se trabalharmos com amor, dedicação, zelo, como se fosse para o Senhor tudo fica mais prazeroso. “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo coração, como para o Senhor e não para homens, cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo” (Cl 3.23-24).
Trabalhar feliz, agradecido pelas condições e oportunidade de praticar os dons, os talentos presenteados por Deus, deve ser uma das marcas do cristão. E o nosso bondoso Deus nos brindará ainda com Sua promessas, Sua herança:
 “Inútil vos será levantar de madrugada; repousar tarde,
comer o pão que penosamente granjeastes;
aos Seus amados Ele o dá enquanto dormem” (Salmo 127.2)

4. Deus trabalha até agora por aqueles que n’Ele esperam (Is 64.4; Jo 5.17,16.8)
“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de Ti,
que trabalha para aquele que n’Ele espera” (Is 64.4).

Mais um ano se inicia. O que devemos priorizar este ano? O que devemos mudar? Vamos analisar, rever as estratégias que devem ser abandonadas ou mantidas. Do que temos fugido e precisamos, finalmente, enfrentar?
Que no final de 2011 possamos nos alegrar pelos resultados do nosso trabalho, das conquistas, gratos ao Pai porque tudo que temos, que somos provém d’Ele. Que o Eterno nos ajude a fazer bom uso das colheitas que tem nos presenteado.
“Nada há melhor para o homem do que comer, beber e fazer que a sua alma goze o bem do seu trabalho. No entanto, vi também que isto vem da mão de Deus, pois, separado deste, quem pode comer ou quem pode alegrar-se? (Ec 2.24-25).



sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Memoriais...

            Tudo passa... porém, quando passamos junto a Deus, o passado é motivo de sorrisos, de cânticos de louvor, de boas lembranças: lembranças de livramentos, do amor de um Pai zeloso.


        Ontem chegou o CRM da minha filha Deborah, ou seja, ela já pode clinicar, exercer a profissão de médica.


        Quantas lutas nesta caminhada - mas quantas providências de Deus! 
        Mares se abriram, mananciais brotaram no deserto e, enquanto escrevo, nas minhas lembranças estes mares, estes mananciais tem nome, tempo, endereço. Eles, efetivamente, aconteceram.
        Memoriais que deixam nossa fé mais robusta.










"A  memória do justo é abençoada..." (Pv 10.7).
        
 Sim! Sem merecimento algum, somos justificados, regenerados pela fé em Cristo Jesus, pela misericórdia de um Pai de amor que nos resgata das trevas para Sua preciosa luz. 
        É um mistério! Mas é maravilhoso demais saber que pertencemos ao Povo de Deus. Esta, sem dúvida, é a melhor lembrança, a essencial dádiva de Deus:
"Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, 
povo de propriedade exclusiva de Deus, 
a fim de proclamardes as virtudes daquele que 
vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz" (1 Pe 2.9)

        Quero proclamar sim! Quero falar deste Deus que é a razão do meu existir. Quero contar os Seus maravilhosos feitos. 
        Quero declarar que podemos e devemos ter sonhos elevados, crer no impossível, sempre unindo a fé com a responsabilidade pessoal de fazermos o que estiver ao nosso alcance porque Deus, como Pai de amor, não faz o que compete a nós. 


"Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra..., 
exultarei na vossa herança; 
por isso, na vossa terra possuireis 
o dobro e tereis perpétua alegria" (Is 61.7)


        O primeiro passo rumo ao mar tem que ser nosso.
        Há momentos de clamar e há momentos de marchar! 
"Disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? 
Dize aos filhos de Israel que marchem" (Ex 14.15)


        Filho(a) de Israel (coloque o seu nome aqui, se você crê neste Deus vivo e na Salvação em Cristo Jesus), vá a luta! 
        Deus tem esperança para o seu futuro (Jr 31.17); tem segredos, sonhos pra revelar ao seu coração (Jr 33.3). 
        Deus prepara, cuida de todos os detalhes, necessidades. Coloca pessoas especiais pra apoiar, pra partilhar conosco desta jornada. 
        Obrigada a todos nossos parentes, Igreja Presbiteriana Independente de Alfenas; Pr Tato e Fran; amigos e colegas da Deborah. Obrigada Gaby, Ana Júlia, Juliana.
        A você que orou por nós, intercedeu junto a Deus, além do nosso agradecimento, compartilhamos com você esta vitória, ela também é sua. Deus os abençoe!


        Este é nosso Deus! Tem pensamentos de paz, de restauração, de transformações:
"Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; 
pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais. 
Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e  Eu vos ouvirei. 
Buscar-me-eis e me achareis 
quando me buscardes de todo o vosso coração. 
Serei achado de vós, diz o Senhor, e farei mudar a vossa sorte..." (Jr 29.11-14)

Ao Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, 
todo nosso louvor, agradecimento e adoração! ALELUIA!

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

“Insônia? Não conte carneirinhos, fale com o pastor”

Alguém disse: "Tá com insônia? Não conte carneirinhos, fale com o pastor".
Sabia que isto dá certo? Quando deito ansiosa e o sono não vem, tenho orado o Salmo 23.
Como oro este salmo?
Medito neste Salmo, versículo por versículo, focando, com o meu coração, cada palavra como se fosse minha, agradecida, visualizando os pastos verdejantes, as águas tranqüilas, minhas mãos entrelaçadas com as mãos do bom Pastor... 
Meu pensamento se desloca dos meus problemas, dúvidas e vai viajando por paisagens, descansando no Senhor e, assim, vou sossegando e... durmo.
Jesus disse: "Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas" (Jo 10.10-11)
O mercenário, quando vê o lobo ou o perigo, abandona as ovelhas (Jo 10.12). É o primeiro a abandonar o navio naufragado, como aconteceu na Itália, nesta semana, com o Costa Concordia. Mas o nosso Deus prometeu que jamais nos abandonará:
“... De maneira alguma te deixarei,
nunca jamais te abandonarei” (Hb 13.5b)

Conta uma história que um homem subiu ao púlpito pra ministrar a Palavra e, com muita eloqüência, discorreu sobre o Salmo 23. Todos ficaram impressionados ao verem sua cultura, sua oratória. No final, um humilde senhor foi chamado pra orar. Ao ouvirem aquela oração todos,  tocados profundamente em seu íntimo, choraram copiosamente, arrependidos, sentindo a Presença, a Santidade de Deus.
O orador voltou à tribuna emocionado e disse: “Eu conheço muito bem o Salmo 23, mas este precioso irmão conhece intimamente o Bom Pastor. A partir de hoje, quero fazer o mesmo”.

Você conhece ou tem procurado conhecer o Bom Pastor?

SALMO 23
“O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Ele me faz repousar em pastos verdejantes.
Leva-me para junto das águas de descanso;
Refrigera-me a alma.
Guia-me pelas veredas da justiça
Por amor do seu nome.
Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte,
Não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo;
O teu bordão e o teu cajado me consolam
Preparas-me uma mesa na 
presença dos meus adversários,
Unges-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda.
Bondade e misericórdia certamente me seguirão
Todos os dias da minha vida; 
e habitarei na Casa do Senhor
Para todo o sempre”. AMÉM! ALELUIA!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Na Universidade de Deus...

 Você é aluno da Universidade de Deus?  
Como ingressar nesta Universidade?
Ah, por si mesmo, ninguém consegue passar no vestibular...


O vestibular consiste numa entrevista pessoal com Jesus Cristo que intervém, por nós, junto a Deus (Jo 14.6).
Nobre e essencial encontro! Um encontro onde você, com fé e humildade, reconhece seus pecados, sua limitação e pede perdão a Deus, assumindo com Ele uma aliança eterna de Pai e filho adotivo, em Cristo Jesus.
Sim, o acesso é exclusivo e o preço da matrícula é caro, é o sangue de Jesus Cristo. O véu que bloqueia e obscurece o nosso coração é retirado (2 Co 3.16). Nosso pecado é lavado, somos totalmente purificados e a nossa culpa é tirada (Ef 1.9). Ganhamos o 'uniforme', vestiduras brancas, puras que dá acesso a Deus, o Professor Titular desta Universidade (Hb 9.14; Zc 3.4; 1 Tm 2.5). 
Cada aluno é presenteado, ainda, com a Presença do Espírito Santo, que será o Seu tutor que o capacitará a servir ao Deus vivo (Hb 9.14). E, então, o renovo se inicia:
 “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura,
as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (2 Co 5.17)

Cada aluno ingressante recebe o apelido de cristão (At 11.26) e assume o compromisso de abandonar antigas alianças e de buscar aprender e trilhar os novos caminhos e ensinamentos preparados por Deus.

Esta Universidade baseia-se em 66 livros disponíveis na Biblioteca Central, conhecida também como Bíblia. 
Estes livros ensinam a maneira certa de viver, treinam e habilitam os alunos a serem zelosos de boas obras (2 Tm 3.16-17; Tt 2.14) e a crescerem no conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo (2 Pe 3.18).

Deus, Professor Titular e Reitor, concede no ato de sua matrícula:
·        Salvação em Cristo Jesus, adoção como filho e vida eterna na Sua Presença (Jo 3.16; Ef 1.5).
·        Registro do seu nome no Livro da Vida e nas palmas das Santas e poderosas mãos do Pai (Ap 3.5; Is 49.15-16).
·        Promessa de que jamais será esquecido por Ele.
·        Dons do Espírito Santo que capacita a compreensão e execução das lições e tarefas (1 Co 12).
·        Espírito de poder, amor e moderação (2 Tm 1.7).
·        Proteção, sustento, companhia e orientação, em toda a caminhada.

Na Universidade de Deus, aprendemos:
·   A confiar e depender somente d’Ele (Sl 71.5).
·   A mudar nossos valores, prioridades, sentimentos, palavras e atitudes (Mt 6.33; Fp 4.11; Tt 2.1-10). 
·  Visão da soberania de Deus e esperança na vida eterna (Jo 3.16)

     Na Sua Universidade, Deus vai graduando as lições na medida da fé e consistência de cada cristão. O povo de Israel, logo que saiu do Egito, foi poupado de guerras para que não almejasse retornar à vida antiga, no Egito. Israel ainda não estava preparado (Êx 13.17-18).

Infelizmente, há cristãos que não saem do primeiro ano da Universidade. Vivem sendo reprovados por não se disporem a enfrentarem os desafios. Passam a vida toda se arrastando ou apoiados em muletas e nunca desfrutam do privilégio de andarem com suas próprias pernas (sob a direção de Deus) e de servirem de esteio ao colega de jornada. 

Por não experimentarem lutas, perdem bênçãos, oportunidades de presenciarem (ao vivo e a cores) o poder de Deus em ação, abrindo portas em muralhas, caminhos no meio dos mares e fazendo brotar mananciais em desertos.
No Plano de Ensino desta Universidade, há excursões pelo deserto. Podem representar momentos sublimes de ouvir e ser ministrado particularmente por Deus (Os 2.14). Por sua vez, as reações de cada um ao deserto refletem a coerência e a maturidade da fé.
                   
 Caverna no Monte Sinai usada pelo Profeta Elias 
quando cursava a Universidade de Deus:

Há cristãos que, no deserto, se rebelam e atiram por todos os lados, culpando os outros e até o próprio Deus ou, 'de bico' adiam a reconciliação com Deus para o amanhã, que pode vir a não existir.
Alguns, ansiosos por resultados imediatos, buscam respostas em suas próprias forças, não vigiando, não esperando pela ação de Deus. 
Outros lastimam, desconsiderando as promessas de Deus de que faria todas as nossas obras por nós (Is 26.12). Desconfiam da aliança de Deus de que nenhuma arma, nenhuma palavra preparada ou proferida contra nós, Seus filhos, teria forças pra prosperar (Is 54.17).

Resultado? Muitos acabam sendo reprovados e, por falta de domínio próprio, acabam reféns de suas próprias palavras e atitudes. 
Vão se formar? Sim! Porque a graduação (salvação) é de graça, mediante a fé. É dom de Deus e não de obras para que ninguém se glorie. Entretanto, estejamos atentos porque somos feitura de Deus para as boas obras, preparadas por Ele para o desfrute de uma vida extraordinária (Ef 2.8-10).

“Deus, não quero ser reprovado. Quero prestar atenção à Sua voz e obedecer a Sua orientação, em todo tempo. Aumenta a minha fé, minha disposição e capacita-me a suportar os desertos com dignidade e perseverança. Que eu saiba o momento de me aquietar e o momento certo de agir e como fazê-lo. 
Dê-me sabedoria, discernimento e que nunca me falte a consciência de que é o Senhor quem luta por mim. Em nome de Jesus, receba todo o louvor, toda adoração”.

Oxalá, aos nos graduarmos, possamos fazer coro com o orador da turma, Paulo: “Combati o bom combate, completei a carreira e guardei a fé” (2 Tm 4.7). E, que pela misericórdia e amor de Deus, em Cristo Jesus, recebamos a coroa da vida:
Bem-aventurado o homem que suporta,
com perseverança, a provação;
porque, depois de ter sido aprovado,
receberá a coroa da vida,
a qual o Senhor prometeu aos que o amam” (Tg 1.12)



sábado, 21 de janeiro de 2012

Como Deus vê você?




Como viver neste mundo de tantas ofertas, tanto ceticismo e decepções sem ultrapassar as fronteiras da ética cristã, da moderação? Sem amargurar a alma, sem derrapar num legalismo hipócrita?

Num cantinho, fale com Deus e reflita:
Como o Senhor vê, avalia minha vida como:
·        Cônjuge?
·        Mãe ou Pai?
·        Profissional?
·        Amigo?
·        Como Seu filho?

"Deus, o que o Senhor espera de mim?

“Senhor, fala comigo. Aquieta o meu coração para que eu possa ouvir a Sua voz de modo nítido sem confundi-La com os meus próprios desejos. Sei que tenho feito isto e me frustrado muito.
Perdão porque tenho estabelecido meus próprios preceitos como se fossem Seus e tenho falado muito para o Senhor e pouco com o Senhor.
Que minhas orações, minhas vontades, meus dons sejam submissos aos Seus projetos. Quero fazer o que o Senhor quer, guardar o Seu caminho e corresponder aos Seus sonhos. Quero obedecê-Lo, sempre, sempre...
Transforma, Senhor, os meus sentimentos, relacionamentos, de modo que eu aprenda a olhar as pessoas como o Senhor olha: sem preconceitos, com amor tolerante, porém, não conivente com o pecado.
Em nome de Jesus, meu Senhor, meu Salvador. Amém!”

“Agora, pois, filhos, ouvi-me,
porque felizes serão os que 
guardarem os meus caminhos" (Pv 8.32)

Leia também:
http://destilardosfavos.blogspot.com/2011/09/tolerante-sim-conivente-nao.html

A ELE e, somente a ELE, 
toda Glória e toda nossa adoração!!! Soli Deo Gloria!!!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Mensagem para meu filho Leandro, aniversariante de hoje: 18/01

Niver do Leandro - 18/01/2016
Meu filho, meu tesouro, herança de Deus! Parabéns! Louvado seja Deus por mais um ano que Ele concede na sua vida. Que o nosso Pai Eterno continue abençoando e construindo sua história. Que você continue sendo este filho digno, amoroso - homem de Deus. Não há como agradecer ao Pai por tamanha benção que você é na nossa vida. Nós, seus pais, o abençoamos usando a benção de Jacó para José - Gn 49:22-26: Que você esteja sempre junto a Fonte (Jesus Cristo), com o arco firme e os braços ativos pelas mãos do Pastor de Israel. Que suas fronteiras se expandam, pra honra e glória do Seu Santo nome e que seja bem sucedido em tudo que fizer. Amamos e admiramos você.

Niver do Leandro - 18/01/2012


Leandro,

Meu amado, parabéns e muito obrigada por ser tão amoroso, por alegrar nossas vidas, por ser um presentão: herança de um Deus de amor!
Que cada dia deste novo ano que se inicia em sua vida, seja inesquecível, colorido, perfumado, um ramo frutífero junto à fonte de água viva, regado abundantemente pelas bênçãos generosas e indescritíveis do nosso Pai. 
Amamos e torcemos muito por você. Diariamente intercedemos diante de Deus para que Ele dirija e encaminhe os seus pés, firmando-os em lugar espaçoso, ampliando suas fronteiras, fortalecendo e revigorando sua mente, espírito e coração.
 Beijão, já com saudades.
A ELE e, somente a ELE, toda Glória e toda nossa adoração!!!!
Soli Deo Gloria!!!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Eu vi o Senhor... (Isaías 6.1-8)

EU VI O SENHOR  (Isaías 6.1-8)
“No dia da morte do rei Uzias, eu vi o Senhor...”
       Uzias (ou Azarias) começou a reinar em Judá com 16 anos de idade e reinou por 52 anos (2 Cr 26). Este rei buscou a Deus e ficou famoso por suas vitórias e edificações de cidades e maquinários.
Entretanto, o coração de Uzias se ensoberbeceu e a rebeldia
arruinou sua história. Uzias tornou-se leproso e isolado até a sua morte; quando então, Isaías vê a Deus.
      Momento sublime. O profeta geme, consciente da sua impureza e da santidade de Deus. Mas seus lábios recebem o toque de uma brasa viva trazida por um serafim. Purificado e quebrantado, dispõe-se: “Eis-me aqui, envia-me a mim”.
     Quando isto ocorreu? No ano da morte do rei Uzias, Isaías vê o Senhor.
Este versículo traz reflexões. Há sentimentos, situações e, até
mesmo, pessoas que abafam a voz do Pai. Tornamo-nos acomodados, entediados e não buscamos mais a Deus. 
     A perda, o chão se abrindo sob os nossos pés pode representar o despertador de Deus para nos tirar do cochilo, para nos trazer de volta ao primeiro amor. Pode ser a ante-sala para um encontro real com Deus. Mas isto depende da nossa decisão.

O que acontece quando cochilamos na vida espiritual?
1. O nosso caráter, a nossa ética ficam prejudicados.
    Assumimos o modelo de consumismo, da busca de prazeres instantâneos. A consciência vai se cauterizando, aceitando padrões morais indignos de um cristão.
    Vamos ficando entorpecidos, insensíveis diante do pecado, de
condutas que, outrora, nos deixavam indignados.

2.  Os atalhos tornam-se atrativos
     São opções que trazem satisfação imediata, mas nos distanciam dos alvos de Deus, nos afastam da fonte da água viva. São alianças com incrédulos, negociar valores inegociáveis, aceitar ‘jeitinhos’. Vai acontecendo devagarzinho... e, a cada momento, vai ficando mais difícil de retornar aos braços do Pai.

3.  Nossa vida fica medíocre e nos tornamos servos inúteis.
Sofremos e respingamos dor, angústia nos que convivem conosco.

       Conta-se que certo ferreiro testemunhou a um amigo que questionava sua fé, em meio a aflições pessoais: “Para trabalhar com o aço bruto, eu o aqueço, dou marteladas até que ele adquira a forma que eu quero. Repito isto várias vezes. O aço que não agüenta, vai para o ferro velho. Quando as provações vêm, peço a Deus forças para resistir. Que elas sirvam para transformar o meu caráter de modo que eu me torne um servo útil, submisso nas Suas mãos e que nunca vire sucata”.  

       As provações são instrumentos de Deus para nos acordar, para o nosso crescimento, para que nossa fé amadureça, para que nossas raízes se aprofundem. Para nossa transformação. Quem resiste às tentações, quem rejeita ser corrompido passa de ano na escola espiritual e é promovido.

O que precisa morrer para você despertar? Sentimentos de
auto-suficiência, soberba, indiferença, ganância? Amizades, conversas, atitudes que tem distanciado você do Pai? Volte hoje, volte agora aos braços de Deus. Aproveite a oportunidade de consertar a sua história. Tempos virão em que isto não será mais possível.

“Buscai o Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Is 55.6-7)

Vamos orar?
 “Senhor, perdão pela insensibilidade e distanciamento do meu coração. Ensina-me a Buscar a Sua Presença, a ser um filho aprovado. Renova minhas forças. Que os meus pés não vacilem e nem se desviem de Seus caminhos. Quero conhecê-Lo mais e mais. Quero sonhar os Seus sonhos, quero ser usado como um canal de benção na magnífica História que tem delineado: Eis-me aqui, envia-me a mim”

sábado, 7 de janeiro de 2012

Formatura de minha filha Deborah

FORMATURA DA DEBORAH

         Gostaria de compartilhar com os meus amigos o quanto Deus tem sido bondoso para conosco. 
        Após 6 anos, período que pudemos desfrutar da provisão e do cuidado de Deus, nossa filha Deborah formou-se em Medicina.
       Há tanto pra agradecer. Tantas viagens, sob a proteção do Pai. O zelo de Deus em prover uma igreja (Igreja Presbiteriana Independente de Alfenas) amorosa, pastor Tato e sua esposa Fran que se tornaram parte de nossa família, amigos e colegas preciosos; minhas irmãs, sogros, cunhados, e sobrinhos, esteios, intercessores perante Deus. Não posso deixar de citar a Gaby que esteve presente quando a Deborah precisou de cuidados médicos. A provisão financeira para mantermos Deborah; condições, capacitação e portas abertas para que ela se formasse.
       
       Como agradecer a Deus? Não há palavras capazes de fazer isto. Peço que o Espírito Santo interceda, me ajude a louvá-lo e só posso dizer: "Meu Deus, muito obrigada. Nossa vida é sua, nossos filhos são seus, nosso futuro só tem sentido na Sua Presença. Usa-nos como bem lhe aprouver e que a vida e a profissão de NOSSA (Sua e nossa) filha sejam usadas para Sua honra e glória somente".
      Agradeço a todos que, de uma forma ou de outra, intercederam, animaram, ajudaram de alguma maneira. DEUS OS ABENÇOE!
 
A ELE E, SOMENTE A ELE, TODA GLÓRIA E TODA A NOSSA ADORAÇÃO!!!
Soli Deo Gloria!!!

Deborah discursando: "Uma Palavra aos Mestres".

 Nós, minha amada irmã Carmen Silvia e amigos preciosos.


 
Paula, Thiago, Carmen Silvia. 
Obrigada a vocês e também a Renata, Dany e Lucas 
cuja presença muito nos alegrou.
Leomam, Deborah, Regina Helena, Cynthia e Leandro.


 Pastor Tato, Deborah e Fran.
Ana Júlia, Deborah, Juliana e Gaby:
colegas, amigas, parceiras de república 'base'.

Pessoal da Igreja Presbiteriana Independente de Alfenas.
Obrigada a todos pelo carinho inesquecível. Deus os abençoe!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

PROJETO DE VIDA

PROJETO DE VIDA

Sempre melhorando. Sempre melhorando no Senhor...
Cristo é minha vida real...
Cristo é minha vida real, sempre melhorando no Senhor”.

Você conhece este corinho??? Tempos antigos... Mas objetivos imortais, em qualquer contexto ou ocasião.

Que tal um novo projeto de vida para 2012?
Na minha vida profissional escrevi e desenvolvi muitos projetos. Hoje vou tentar fazer um modelo de um projeto de vida. Quer me acompanhar, adaptar um pra você? Pegue caneta e papel e seja bem vindo:

Projeto
       Um projeto sempre começa com uma revisão do que já foi feito. Reflita sobre o seu passado. Não vá pro futuro refém do que já passou. Não fique amordaçado como a mulher de Ló que olhou pra trás e não prosseguiu para o futuro que Deus tinha reservado pra ela.
      Tem alguma situação, relacionamento mal resolvido? Tem algo a perdoar, a se perdoar, a pedir perdão (a Deus, a si mesmo, a um familiar, amigo)? Faça isto e avance:
“...mas uma coisa faço:
esquecendo-me das coisas que para trás ficam e
avançando para as que diante de mim estão,
prossigo para o alvo, para o prêmio da
soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”  (Fp 3.13-14)

Objetivos
Quais são os seus objetivos, seus alvos nos seguintes âmbitos: vida espiritual, familiar, profissional, pessoal. 
Anote seus alvos para cada parâmetro. 
Eles devem ser claros, específicos, mensuráveis.

Material e Métodos
Pense nas estratégias para alcançar cada objetivo. Faça um cronograma com as metas a serem alcançadas (a curto, médio e longo prazo). 
Estarei fazendo algumas sugestões:

1. Espiritual
·      Cumprir a vontade de Deus. Para isto, precisamos conhecê-la. Na prática:
o       Relacionamento com Deus:
§        Escolha um local, horário, tempo que disporá para leitura bíblica e oração, diariamente.
§        Faça um diário devocional dos textos lidos, dos pedidos, intercessões e as respostas de Deus.
o       Servir a Deus: pense nos dons que dispõe, o que gostaria de fazer e coloque-se a disposição dos seus líderes da igreja. Se ainda não pertence a igreja, sugiro que decida fazê-lo. (Recomendo a leitura da meditação:  http://destilardosfavos.blogspot.com/2011/01/o-berro-da-ovelha.html ).
§        Sugestões: ajudar num abrigo de crianças ou idosos; capelania em hospitais; socorro a enfermos, carentes, viúvas, desempregados; distribuir folhetos, sopão; discipulado; ornamentação; EBD;  atividades da igreja.

2. Relacionamentos
·    Ser melhor cônjuge, pai, mãe, filho, irmão, amigo. Como fazer isto?
o       Pedir perdão, perdoar.
o       Separar um tempo para estar com eles.
§        Programar atividades conjuntas prazerosas: pic-nic, churrasco, jogos.
o       Mudar atitudes (ser mais amável, compreensivo). Antes de julgar, coloque-se no lugar do outro, ‘vista o seu sapato’.
o       Ser confiável, não compartilhar com os outros desabafos ou segredos que lhes foram confiados.

3. Profissional
·        Desenvolver ou melhorar. Pense em suas aptidões:
o       Como José, decida fazer o melhor possível com tudo que lhe vier à mão (Leia mais em: http://destilardosfavos.blogspot.com/2011/11/pipoca-ou-pirua.html)
o       Decida fazer supletivo, cursos de especialização, faculdade, mestrado, doutorado.
o       E o financeiro? Decida quitar suas dívidas (se houver). Faça um levantamento delas e uma proposta de pagamento mensal. Decida reduzir ou cancelar o uso de cartão de crédito e não fazer mais dívidas. 
   É possível? Sim! Peça ajuda se não conseguir fazê-lo sozinho.

4. Vida pessoal: o que fazer para melhorar sua qualidade de vida?
·        Emagrecer? (Ex: vou emagrecer tantos quilos até dez/2012).   
   Comemore cada quilo eliminado. Presentei-se com uma  
   roupinha nova, um passeio.
·        Melhorar a alimentação? O que você pode mudar pra ter uma alimentação mais saudável?
·        Fazer exercícios (caminhada, pilates, hidroginástica)?
o       Exemplo: vou caminhar 3 vezes por semana.
·        Desenvolver o raciocínio (palavras cruzadas, xadrez, sudoku)?
·        Fazer novos amigos.
o       Exemplo: vou visitar ou convidar amigos pra minha casa (pelo menos 1 vez por semana).
·        Passear?
o       Exemplo: vou guardar dinheiro pra conhecer o Nordeste , o Sul do Brasil ou Paris ou Roma ou Israel.
· Decida ser feliz: diga não à murmuração, julgamentos  precipitados. Relaxe.

Resultados: Reflita sobre o andamento do seu projeto no final de julho e de dezembro. Faça um relatório e comemore os avanços, as  novas conquistas.
       Que nossa história seja marcada por:
·        Um firme compromisso com Deus e a Sua vontade,
·  Humildade para reconhecer os erros e mudar o que for preciso,
·        Generosidade com os que compartilham da nossa jornada.
      
      E, lembre-se, o nosso Deus Todo Poderoso não nos abandona, não desiste de nós e supre todas as nossas necessidades e desejos do nosso coração. Entretanto, a benção do Senhor é condicional:
“Agrada-te do Senhor e
Ele satisfará os desejos do teu coração” (Sl 37.4)

ALELUIA! Jeová El Shaddai (Senhor do impossível) começou a boa obra em nós e há de completá-la, até o dia do Nosso Senhor Jesus Cristo.

A ELE e, somente a ELE, toda Glória e 
toda nossa adoração!!!! Soli Deo Gloria!!!